Tiamat – The Astral Sleep

Tiamat - The Astral Sleep (BLOG)

O final da década de 1980 e início da década de 1990, apresentou na Suécia um forte movimento de música extrema que proporcionou a origem de verdadeiros gigantes do Death Metal como Therion, Entombed, Tiamat, Dark Tranquility, At The Gates e In Flames.

Sempre demonstrando capacidades criativas realmente diferenciadas, as mentes por trás de alguns desses nomes se aproximavam não apenas por suas origens territoriais em comum mas, principalmente, por suas inquietudes criativas que levaram nessas últimas décadas a complexas expansões de sonoridades que foram muito além de seus propósitos iniciais.

Dentre esses exemplos, o Therion do guitarrista Christopher Johnson, e o Tiamat do vocalista/guitarrista Johan Edlund, provavelmente tenham sido os nomes que passaram pelas maiores mudanças no decorrer de suas carreiras, tornando inclusive, essas transformações como as principais características de suas bandas.

Tendo gravado seu primeiro disco, Sumerian Cry,  em 1990, o Tiamat passou já no ano seguinte, por sua primeira grande reformulação, entrando no grupo o guitarrista solo Thomas Petersson e o baterista Niklas Ekstrand e mantendo da formação inicial apenas o baixista Jörgen Thullberg, além do próprio Edlund.

A mudança na formação, por si só, já apontava diferentes ares para o futuro dos suecos, e a concretização dessas mudanças ocorreu ainda em 1991 com a grande e incrível guinada sonora proporcionada pelo quarteto, já em seu segundo trabalho de estúdio, lançado apenas um ano depois de seu álbum de estreia.

The Astral Sleep veio ao mundo em 1991, apresentando realmente algo diametralmente oposto ao mostrado em Sumerian Cry.O abandono do Death Metal e sua absoluta substituição pelo Doom Metal deu uma nova espinha dorsal ao som do Tiamat, alterando profundamente suas características e inaugurando uma complexa jornada criativa que até hoje passa por metamorfoses. Mas enquanto isso de fato não acontecia, Edlund mostrava, mais uma vez,  lampejos de sua absurda genialidade através de um maravilhoso álbum (para mim o primeiro de vários), extremamente climático e carregado brilhantemente por seu visceral vocal. Apresentando, por fim, dosagens perfeitamente equilibradas do peculiar e devastador arrastar lúgubre da “Ruína do Metal” e as  ótimas explosões de agressividade em excelentes e constantes mudanças de tempo dignas do “Metal da Morte”.

Lançado internacionalmente pela Century Media Records, The Astral Sleep finalmente chega ao Brasil, quase trinta anos após sua gravação, através de um licenciamento que envolveu a parceria e o competente trabalho de quatro selos geograficamente separados, o veterano Rising Records do Rio Grande do Norte, Cold Art Industry do Rio de Janeiro, Metal Relics de São Paulo e Folkvangar de Minas Gerais. Em conteúdo, a versão nacional conta com as duas faixas do EP A Winter Shadow (1990) como bônus, além de um lindo encarte poster, envernizado e contendo todas as letras do álbum. A embalagem do CD é acrílica, contando com um belo slipcase.

Imperdível!

Tracklist

  1. Aeon (instrumental)

  2. Lady Temptress

  3. Mountain of Doom

  4. Dead Boys’ Quire

  5. Sumerian Cry (Part III)

  6. On Golden Wings

  7. Ancient Entity

  8. The Southernmost Voyage

  9. Angels Far Beyond

  1. I Am The King (…Of Dreams)

  2. A Winter Shadow

  3. The Seal (instrumental)Bonus Tracks – EP A Winter Shadow

  4. A Winter Shadow

  5. Ancient Entity

By – Vladimir Sousa

Deixe uma resposta